Desperdício Alimentar – Muito mais que uma oportunidade de poupança!

Desperdício Alimentar – Muito mais que uma oportunidade de poupança!

10 Julho, 2019 0 Por O Tostão

Todos uns dias um pouco por todo o mundo há um gesto que se repete: vamos aos nosso frigorífico, pegamos numa marmita com o que sobrou do jantar do dia anterior e após muito pensar com o que fazemos com aquilo acabamos por o jogar para o lixo.

Ainda que nem todos repliquem este gesto de igual forma, o desperdício de géneros alimentares acontece em todo o mundo e todos nós acabamos por contribuir para um total assustador: anualmente 1.300 milhões de toneladas de comida vão para o lixo ainda em condições de serem consumidas, comida que seria suficiente para alimentar 3.000 milhões de pessoas.

Os dados são da FAO, a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação, e revelam que um terço dos alimentos produzidos são desperdiçados por as mais variadas razões ao longo de toda a cadeia de consumo e distribuição.

Mas desengane-se o leitor que pensa que se trata de um problema fruto das épocas modernas e apenas das sociedades desenvolvidas onde o consumismo desenfreado acontece. Se nestas o desperdício acontece essencialmente na fase de retalho, nos países em vias de desenvolvimento muitas toneladas de alimentos vão para o lixo por falta de boas condições de armazenamento, maus canais de distribuição ou falta de tecnologia de transformação.

Na Europa, os países industrializados desperdiçam por ano 670 milhões de toneladas de alimentos, valor que equivale ao total da produção de géneros alimentares da África Subsaariana.

Portugal, ainda que não assuma um dos lugares cimeiros do ranking dos países europeus que mais desperdiça, espelha uma realidade bastante preocupante! Um estudo revelou que 17% dos alimentos produzidos em Portugal vai parar ao lixo antes de chegar a casa dos consumidores.

De um total apurado de 1 milhão de toneladas de alimentos desperdiçados anualmente em Portugal, o estudo revela que 324 mil toneladas acabam por ir para o lixo em nossas casas ainda em perfeito estado de consumo!!!

Se por um lado não conseguimos de forma ligeira interferir no processo até ao momento em que os alimentos chegam à nossa mão, temos a obrigação de diminuir ao máximo o desperdício de comida em nossa casa. Muito mais do que uma oportunidade de poupança é uma obrigação cívica que temos que assumir!